MbFlores na Mídia

Experiência, profissionalismo, inovação e sucesso são alguns dos fatores que contribuem para que a MbFlores venha se destacando em diversas reportagens em mídias nacionais. Confira aqui algumas das publicações em que a MbFlores foi destaque.

Para reportagens e entrevistas, entre contato com nossa assessoria de imprensa, a E-Mídia Comunicação:
Paloma Oliveira - Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.
Karina Almeida - Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

O cultivo de horta no apartamento


Algum tempo atrás, ter uma horta em casa despertava o interesse de poucos ou apenas de moradores do interior. Hoje, ter um espaço onde se possa abrigar um vasinho de hortelã ou de salsinha, já desperta a curiosidade de moradores de apartamentos, mesmo nas grandes cidades.

Espalhados pelo jardim, em um cantinho na área de serviço ou na própria bancada da cozinha, essas iguarias originam uma infinidade de receitas e alimentam o conceito "direto da horta".

Morador em São Paulo, para o paisagista Marcos Brancher, sócio de uma empresa de jardinagem, quem mora em apartamento e dispõe de um terraço gourmet, o espaço é o ideal. Para melhor aproveitá-lo, ele sugeriu que seja utilizada a parede lateral para criar uma horta vertical com vasinhos.

“Além de agradar e ser útil aos cozinheiros de plantão, as ervas e temperos dão um charme especial ao ambiente”, afirmou o profissional. A horta também pode ficar dentro de casa. Brancher disse que na cozinha, pode-se aproveitar a janela da pia para distribuir vasos, de diversos tamanhos e formas, com vários temperos. “O segredo é usar a criatividade", completou o paisagista.

Temperos que você pode ter em sua horta

Comercializados até em supermercados, os vasinhos com plantas parecem muito fáceis de cultivar à primeira vista, mas toda horta tem seus segredos, mesmo a de temperos. Quem já comprou sabe que depois de algum tempo terra e planta murcham e o vasinho vai direto para o lixo. Então, como fazer para ter uma verdadeira horta de temperos em casa e fazer com que ela dure mais de uma estação?

Brancher alertou que, ao contrário do que se pensa, o cultivo de temperos deve ser cuidadoso. "Cuidar bem das ervas garante a boa evolução da planta e, como consequência, um valor condimentar mais alto", orientou.

Para começar, ele recomendou a compra de mudas em fornecedores certificados e de confiança. "Se houver tempo e paciência para esperar a muda crescer, uma opção interessante são as sementes. Também é essencial reservarmos um local bem iluminado. De preferência, deixe a sua horta em um local com sol direto em pelo menos parte do dia. Em apartamentos, as sacadas e a área de serviço costumam ser bons locais", disse.

Devo usar um vaso de jardineira, redondo, quadrado? Escolha o que melhor se adequar ao seu local, não há regras. Mas há algumas recomendações básicas relacionada abaixo pelo profissional:

- Os vasos devem possuir drenos (furos embaixo) para o excesso de água escorrer.

- Vasos mais baixos secam mais rapidamente. Prefira vasos de 10 ou mais centímetros de altura.

Para hortas em vasos, geralmente, as ervas aromáticas, bem como as medicinais, são as melhores opções, pois precisam de pequenas quantidades por vez e geralmente produzem constantemente. Algumas espécies são ideais para este cultivo como: cebolinha, salsinha, manjericão, manjerona, hortelã, erva-doce, erva-cidreira etc.

"Após o plantio, regue bem os vasos, e mantenha-os em um local bem iluminado. Na primeira semana, evite mantê-los sob o sol direto por muito tempo. Regue todo dia, ou uma vez a cada dois dias, dependendo do ambiente. Mantenha o solo levemente úmido, mas não mantenha encharcado por longos períodos. Lembre-se que quanto maior o vaso, mais lentamente ele secará", destacou o paisagista.

Se desejar, adube o vaso com pequenas quantidades de húmus, adubos minerais ou adubos líquidos. Evite exageros de adubos, já que o exagero pode levar à "queima" da planta, o que pode matá-la.

Replante de vez em quando

As pequenas plantas não duram pra sempre, uma hora começarão a exibir um mau aspecto. Quando isso ocorrer, Brancher sugeriu que se faça o replantio das mudas, devendo-se trocar a terra do vaso. “Se folhas doentes aparecerem, remova-as imediatamente, para que a doença não se espalhe. Se insetos atacarem, retire-os manualmente ou com água corrente.


-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Vai presentear com flor? Escolha a espécie ideal para cada situação

Observar as características das espécies ajuda a evitar gafes como mandar flores de perfumes intensos a pessoas alérgicas.
Receber flores é algo que agrada a maioria das mulheres. Acertar na escolha, entretanto, requer uma boa dose de paciência durante a compra. O dilema surge quando, por exemplo, a pessoa a ser presenteada tem alergias ou acaba de dar à luz. Nestes casos, não é interessante presentear com flores que espalham pólens pelo ar (como margaridas-do-campo e copos-de-leite), pois darão início a crises e possíveis irritações nos olhos.




Flores com perfumes intensos também podem ser uma ameaça aos alérgicos. Diante disso, lírios brancos, narcisos e cravos devem ficar longe do quadro de opções, ao contrário de espécies sem fragrâncias como anastasias e crisântemos, que representam a saída mais indicada. “Além disso, plantas venenosas – como o bico-de-papagaio, tulipa e azaleia – são perigosas em locais que tenham crianças e animais por perto”, afirma Marcos Brancher, paisagista e diretor da MBFlores.

Quanto aos idosos, o ideal é presenteá-los com espécies que não exijam grandes cuidados para serem mantidas. Neste perfil, as orquídeas e os antúrios atendem às exigências, já que precisam somente de boa luminosidade, temperaturas amenas e regas periódicas. Do mesmo modo, as bromélias são bastante resistentes, pedindo sol pleno (ou meia sombra) e irrigações moderadas.

Já quem pensa em dar um bonito arranjo deverá ter em mente a durabilidade dos botões, que, em flores de corte, é bastante reduzida. Entre as espécies que duram mais tempo em vaso estão o copo-de-leite, as estrelícias, as astromélias, os cravos, as rosas, as helicôneas e os lisiantos. “Comprar arranjos com plantas de uma só espécie é interessante, pois exigirá cuidados iguais”, diz Fred Barbour, paisagista e proprietário da Filiz Flores.


Como cuidar

Para flores já cortadas , o essencial é trocar a água do vaso todos os dias, não deixá-las expostas diretamente ao sol ou na direção do ar condicionado.

Também é importante cortar cerca de três centímetros do caule diariamente, sempre na diagonal, permitindo que a água alcance as flores com mais facilidade.

Alguns cuidados, no entanto, devem ser tomados de acordo com a espécie – lírios sobrevivem mais quando têm suas anteras (partes que contém o pólen) retiradas e as tulipas quando pedras de gelo são colocadas na água do vaso. “Ao presentear com arranjos, nada melhor do que mesclar flores abertas e botões fechados que duram mais”, Mirelly Vieira de Morais, sócia proprietária da Verbena Flores.
Já para as flores plantadas a situação é bastante diferente.

Com maior durabilidade, elas chegam a se manter floridas por até três meses. Bromélias, begônias, cúrcumas e orquídeas (das espécies cymbidium e dendrobium) são exemplos de plantas com período de floração mais expressivo. Entre os cuidados para mantê-las saudáveis por mais tempo, o melhor é replantar o quanto antes (de preferência em um vaso duas vezes maior) e retirar pétalas e folhas que comecem a morrer.

Flores com perfumes intensos também podem ser uma ameaça aos alérgicos. Diante disso, lírios brancos, narcisos e cravos devem ficar longe do quadro de opções, ao contrário de espécies sem fragrâncias como anastasias e crisântemos, que representam a saída mais indicada. “Além disso, plantas venenosas – como o bico-de-papagaio, tulipa e azaleia – são perigosas em locais que tenham crianças e animais por perto”, afirma Marcos Brancher, paisagista e diretor da MBFlores.

Quanto aos idosos, o ideal é presenteá-los com espécies que não exijam grandes cuidados para serem mantidas. Neste perfil, as orquídeas e os antúrios atendem às exigências, já que precisam somente de boa luminosidade, temperaturas amenas e regas periódicas. Do mesmo modo, as bromélias são bastante resistentes, pedindo sol pleno (ou meia sombra) e irrigações moderadas.

Já quem pensa em dar um bonito arranjo deverá ter em mente a durabilidade dos botões, que, em flores de corte, é bastante reduzida. Entre as espécies que duram mais tempo em vaso estão o copo-de-leite, as estrelícias, as astromélias, os cravos, as rosas, as helicôneas e os lisiantos. “Comprar arranjos com plantas de uma só espécie é interessante, pois exigirá cuidados iguais”, diz Fred Barbour, paisagista e proprietário da Filiz Flores.


-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Saiba plantar em recipientes caseiros


Garrafas, potes e bacias podem ser interessantes na hora de dar cara nova ao jardim
Bruna Bessi , iG São Paulo | 03/07/2012 07:00:00 - Atualizada às 03/07/2012 10:55:11

Quer dar novos ares para o jardim da sua casa sem gastar muito? Que tal aproveitar os utensílios que já possui na hora de plantar? Jarras, bacias, xícaras, telhas e até mesmo baldes podem substituir, com facilidade e beleza, os tradicionais vasinhos de cerâmica. Mas, antes de começar a jardinagem, é importante investigar se os recipientes – em especial as embalagens de produtos de limpeza - não possuem resquícios de elementos tóxicos como cloro ou ferrugem.


A xícara de porcelana foi usada para fazer um plantio delicado e diferente

Para impedir que tais resíduos contaminem a planta, uma alternativa interessante é impermeabilizar a parte de dentro do recipiente, o que também aumentará sua durabilidade. Outro aspecto que deve ser observado durante a escolha do utensílio alternativo é o tamanho da raiz da planta. Muitas espécies como fícus e jabuticabeira têm estruturas grandes e fortes, o que exige recipientes espaçosos. Já plantas de raízes mais finas, como o bambu-da-sorte, se adaptam facilmente em vidros e suportes delicados.

Além disso, a quantidade de água é outro ponto que merece atenção, pois espécies como brilhantina, copo-de-leite e bambu-mossô devem ser regadas periodicamente e plantadas em solo úmido. Desse modo, a sobrevivência da planta será garantida pelo controle adequado de água no recipiente. Caso não haja meios para que o excesso de umidade saia, o ideal é monitorar – e diminuir se necessário - a quantidade de regas, sem deixar que o vegetal resseque ou a raiz apodreça.

“Ao usar recipientes alternativos, a pessoa deve se preocupar em reproduzir o ambiente ideal para a espécie, fazendo que ela se desenvolva como se estivesse em um vaso”, ressalta Marcos Brancher, paisagista e diretor da MbFlores.

Na hora de adaptar os utensílios, é importante também evitar o uso de materiais que absorvam muito calor – como objetos de metal – pois acabam ressecando a terra. “Se não for possível investir em outro objeto, o melhor será escolher plantas resistentes e que aguentem temperaturas elevadas”, afirma Daniela Sedo, paisagista. “Entre as opções disponíveis, tente não usar pneus, já que ressecam e ganham rachaduras quando expostos ao sol”, diz.

Confira abaixo 21 ideias bacanas para você inovar o jardim da sua casa:
http://delas.ig.com.br/casa/jardinagem/2012-07-03/saiba-plantar-em-recipientes-caseiros.html


-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


Flores resistentes ao inverno

Espécies como tulipas e violetas sentem menos o impacto da queda da temperatura

São Paulo - Na temporada de inverno a maioria das plantas sofre com o impacto das baixas temperaturas. Porém, algumas espécies, como a violeta e o girassol, são mais adaptadas e sentem menos o impacto do frio. Mesmo assim, alguns cuidados precisam ser tomados.

Segundo Marcos Brancher, paisagista da MbFlores, o ideal é diminuir a quantidade de água das regas em um terço. “No frio as plantas também precisam ser regadas, mas colocar água em excesso pode resfriá-las e trazer fungos”, diz.


As tulipas são flores resistentes e brotam nas épocas de frio | Foto: Divulgação

Durante o inverno também é importante que a resistência das plantas – e não o seucrescimento - seja reforçada. Por isso, quem usa adubos químicos deve preferir aqueles com mais potássio e fósforo.


O jasmim amarelo é mais uma flor que se destaca na estação mais fria do ano | Foto: Divulgação

“Na hora de aplicar, entretanto, não exagere nas proporções”, diz o paisagista. “Além disso, lembre-se de recolher as flores mais sensíveis para lugares protegidos do vento e da temperatura”, afirma.

As informações são de Bruna Bessi, do IG
http://odia.ig.com.br/portal/imoveis/flores-resistentes-ao-inverno-1.458910

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Saiba como fazer o arranjo de flores de corte durar mais e conheça as plantas resistentes

De coloração branca, as flores do copo de leite são firmes e duráveis; indicadas para arranjos florais.

Conservar a beleza dos arranjos em vasos por mais tempo não é uma tarefa difícil. Com dicas simples e a escolha das espécies adequadas é possível manter as flores viçosas por dez ou até quinze dias.

Os cuidados devem começar na seleção de flores saudáveis e na escolha de plantas duráveis. O paisagista Marcos Brancher, sócio diretor da MB Flores, lembra que é importante checar previamente se a planta não tem flores secas ou murchas e se não há sinais de doenças, pragas ou danos físicos.

Outra recomendação é verificar se as flores estão devidamente limpas e embaladas. Caso adquira flores murchas, não é possível reavivá-las. Talvez consiga até melhorar o aspecto visual delas, mas a durabilidade certamente estará comprometida. Brancher aconselha que se dê preferência às flores com muitos botões. Quanto maior o número de botões, maiores serão as chances do arranjo durar mais.

Conheça as flores de corte para arranjos mais duráveis

O lisianto é uma planta de flores grandes e duráveis. Podem ter coloração azul, rosa, violeta ou branca, além de mesclas e tonalidades intermediárias. É muito usada para decorar ambientes, formar ramalhetes e compor buquês de noivas Getty Images.

De forma geral, as espécies tropicais como estrelizias, helicônias, alpínias, cravos e copo-de-leite suportam melhor o clima brasileiro, resistindo por 10 a 15 dias após o corte. “A astromélia, o lisianto e o antúrio também podem durar por até quinze dias”, diz Greice Peralta, paisagista do Shopping Garden. Ela explica que a maioria das flores mais comercializadas nas floriculturas, como as gérberas e as rosas, dura apenas de três a cinco dias após o corte.

Outra dica da paisagista na hora de escolher uma flor durável é observar a cor. Segundo Greice, embora haja exceções, as flores de tonalidades escuras tendem a ser mais resistentes.

Cuidados para tomar em casa.

Os cuidados que visam aumentar a durabilidade das flores devem continuar ao chegar em casa. Em primeiro lugar deve-se retirar as plantas da embalagem que as envolve, o que nem sempre é feito justamente na expectativa de aumentar a proteção dos arranjos. “Manter a flor na embalagem plástica é um erro”, diz Marcos Brancher. Mantenha as flores em recipientes previamente desinfetados e com água limpa.

Uma prática fundamental para ajudar a tornar as flores menos perecíveis é fazer um corte de dois centímetros na base, em sentido longitudinal. Isso serve para aumentar a área de absorção de água pelas hastes. Mas, atenção: o corte deve ser feito com tesouras ou facas bem amoladas para não esmagar os tecidos das hastes, predispondo-as ao apodrecimento precoce. “Se for possível realizar o corte com o caule mergulhado na água, melhor será a absorção de água por parte da planta”, sugere Brancher.

Faça um corte de dois cm na base da flor para aumentar a absorção de água.

Independente do tipo de flor e do arranjo, é fundamental retirar todo o excesso de folhagem que possa ficar sob a água para evitar apodrecimento e mau cheiro. Pelo mesmo motivo, com o passar dos dias, deve-se eliminar as folhas e pétalas murchas.

De forma geral, a vitalidade das flores fica bastante comprometida quando há exposição a climas extremos, sobretudo em ambientes muito secos, com ar condicionado, com muito vento ou mesmo muito quentes. Esse tipo de situação acelera a deterioração das flores. Portanto, se a intenção é fazer com que a flor dure, o ideal é mantê-la em ambientes frescos e sombreados.

Uso de aditivos para água.

Na maior parte das vezes, água limpa é tudo do que uma flor precisa para ficar bem. O recomendável é que o líquido do vaso seja trocado a cada dois dias ou sempre que começar a ficar turvo.

Também é possível “aditivar” a água, na tentativa de fortalecer a flor. Greice Peralta, do Shopping Garden, conta que uma opção é utilizar conservantes em pó ou líquido, à venda em floriculturas e lojas de jardinagem. Esses produtos atuam reduzindo a presença de microorganismos nocivos, aumentando a durabilidade da planta.

Cinco erros que comprometem a durabilidade das flores

1 - Não retirar a embalagem da flor ou do vaso
2 - Não trocar a água do vaso com frequência
3 - Manter as flores próximas a ventiladores, ar condicionado ou locais de vento intenso.
4 - Fazer a troca de água por água gelada. Isso causa choque térmico e diminui a resistência da planta
5 - Colocar gelo na base da flor para prolongar sua durabilidade. “Este método só funciona para a tulipa, que é uma espécie originária de locais frios”, diz Greice Peralta, paisagista do Shopping Garden

http://mulher.uol.com.br/casa-e-decoracao/noticias/redacao/2012/06/27/saiba-o-que-fazer-para-que-as-flores-durem-mais.htm
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


Falta um dia para o Dia dos Namorados e, quanto antes você pensar no presente para a pessoa amada, maiores serão as suas chances de achar o presente ideal! Para essa data tão romântica, nada melhor que presentear com flores, pois elas sempre marcam presença no melhores momentos da vida.

Para conferir o significado de algumas delas e expressar carinho e amor da melhor forma, Marcos Brancher, paisagista e proprietário da MbFlores,tradicional floricultura paulistana dá algumas dicas e ensina como cuidar das rosas, flores mais procuradas nesta data tão romântica. A seguir a relação:

Significado das rosas:

Rosa Vermelha – paixão, amor ardente, coragem e respeito.
Rosa Amarela – felicidade e eterna amizade.
Rosa Rosa – amizade e carinho.
Rosa Champagne – fidelidade entre o casal.
Rosa Branca – inocência, beleza e charme, como uma noiva.
Rosa Azul – mistério, a conquista do impossível.

Marcos Brancher, paisagista da MbFlores, ensina como cuidar das rosas e fazer com que seu arranjo dure mais tempo. Confira abaixo:

Cuidados Básicos

Assim como a maioria das flores as rosas necessitam:
- Sol – No mínimo 6 horas de sol diariamente, menos horas de sol... menos flores;
- Boa terra – bem drenada é capaz de prender a umidade. Deve ser enriquecida com composto orgânico;
- Cuidados extras – Regue bem em dias secos para mantê-las hidratadas, aplique fertilizantes específicos para rosas a cada 60 dias.

Para quando receber um buque ou arranjo
- Não deixe as folhas inferiores dentro d´água;
- Troque diariamente a água e corte em diagonal 2 cm da base;
- Borrife sempre que possível nas rosas e nas folhas;
- Deixe as rosas em lugar arejado, nunca na corrente de ar. Evite o contato de raios solares diretos e temperaturas muito elevadas;
- Se possível coloque 1/2 colher das de café de água sanitária em mais ou menos 1 litro d água.

Para aqueles que pretendem inovar, Brancher relaciona algumas flores ideais para a data, algumas espécies próprias para o inverno. Descubra qual se aproxima mais da pessoa que ama.

Tulipas

Uma das prediletas! Popularmente dizem que por serem flores resistentes e duráveis significam amor fervoroso (principalmente as vermelhas). É importante lembrar que as tulipas gostam de épocas frias.

Orquídeas

A orquídea é uma flor que por seu formato e delicadeza representa a sensualidade e beleza feminina. Seu significado varia entre amor, desejo, luxúria e perfeição.

Girassol

Os Girassóis representam dignidade, glória e paixão, sugerindo uma altivez com alegria, respeito e integridade. Seu estilo e cor trazem vida e muita energia aos ambientes. Para alguns, o girassol significa fama, sucesso e felicidade.

Margarida

Representa a juventude, a sensibilidade, virgindade e amor inocente. É com suas pétalas geralmente que se faz a brincadeira Bem-me-quer - Mal-me-quer.

Lírio

Sua forma alongada e elegante sugere inocência. Ele representa a ingenuidade juvenil e a pureza da alma. Por ser composto por seis pétalas que formam um hexagrama, o lírio também simboliza os níveis superiores da inteligência.

Gérbera

A Gérbera, com as suas cores mais vivas representa alegria, pureza e simplicidade. Ela é parecida com a margarida, mas possui cores mais vibrantes. É muito utilizada na decoração de casamentos, sozinha ou junto de outras flores.

Jasmim

Significa sorte e alegria. Possui perfume marcante que se acentua durante a noite, e, por causa disso é conhecido como o Rei das Flores. Também é associado com casamento, doçura, inocência, majestade, pureza e paz.

Violetas

Lealdade e Modéstia. Violetas brancas podem significar que uma promessa está sendo feita.

http://www.cirandanobairro.com.br/?secao=postagem&id=2579

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Flores são o símbolo do Dia das Mães, aprenda a cuidar das suas
Junho/2012

No dia 13 maio será comemorada a data mais importante para o mercado de flore no Brasil, o Dia das Mães. Uma projeção realizada pela consultoria e-bit apontou que as vendas devem aumentar 25% em relação a 2011. O faturamento no período deverá chegar a R$ 950 milhões. Em 2011, a data movimentou R$ 760 milhões. Os sites de compras coletivas que oferecem descontos aos consumidores esperam aumentos superiores a 30% em suas vendas.

Uma pesquisa realizada pela empresa de análise de crédito Serasa Experian mostrou que rosas, tulipas, orquídeas e outras são as preferidas pelos filhos. De 100 consumidores ouvidos, 16 dizem que dão flores às mães. As rosas respondem por 80% das vendas desta época do ano.

De acordo com o Ceagesp - Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo -, a feira de flores do local comercializa de 800 a 1.000 toneladas de flores por semana. Já para atender a demanda do Dia das Mães, este número deve atingir, pelo menos, 2.500 toneladas, o que representa cerca de R$ 10 milhões.

Rosas: as flores prediletas no Dia das Mães. Edison Alexandre, presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Flores e Plantas Ornamentais do Estado de São Paulo - SINDIFLORES - diz que esse otimismo é devido ao crescimento no primeiro trimestre de 2012 de 27,9% em toneladas e ao volume financeiro que passou de R$ 10.300 para R$ 13.205 milhões. "Isso se deve às condições climáticas favoráveis, que propiciaram maior oferta de produtos e ao aumento médio da renda da população, fazendo com que suas emoções e sentimentos, refletissem diretamente em seu potencial de compras de flores não só para presente, mas também para uso próprio”, afirma.

A expectativa da Rosas Reijers é de aumentar em 200% as suas vendas. "Dar flores é oferecer um gesto de carinho, uma expressão do amor que sentimos e que as mães merecem receber. Mas homenagens como essa devem ser desempenhadas durante todo o ano", declarou a engenheira agrônoma da Rosas Reijers, Camila Reijers.

As vendas chegam a aumentar vinte vezes para Marcos Brancher, paisagista e dono da MbFlores, floricultura física e virtual localizada em São Paulo.

"As rosas são as flores com mais saída no Dia das Mães. A vermelha já foi a favorita, mas hoje, com a grande variedade de cores, essa tendência diminuiu bastante. As rosas bicolores, brancas, laranjas e amarelas também estão em alta", conta a engenheira agrônoma Camila Reijers.

Um dos motivos pelos quais as rosas se tornaram símbolo da data, é a facilidade de serem encontradas em locais como supermercados, o que permite que o público tenha contato diário com rosas bonitas e recém colhidas.

Apesar disso, orquídeas, como a phalaenopsis, a cada dia surpreendem e batem seus próprios recordes de vendas e devem aumentar sua comercialização em 70% em relação ao ano passado.

Outros indicadores de otimismo vêm da previsão da comercialização de produtos não tão usuais que estão conquistando o consumidor, como é o caso de bromélias, rosas do deserto e algumas espécies de plantas verdes que vem se destacando no segmento paisagístico”, explica Edison.

Aprenda a cuidar

“No caso das flores frescas cortadas, o primeiro passo é retirá-las da embalagem. Elas devem ser usadas para decoração de interiores, isso porque não devem ser colocadas diretamente ao sol. Devem permanecer em local arejado e com iluminação indireta”, afirma o paisagista Marcos Brancher.

Vale a pena destacar também algumas dicas essenciais para a sobrevivência e beleza das flores por mais tempo. Seguindo-as, suas flores permanecerão bem conservadas por cerca de 5 a até 15 dias, dependendo da espécie.

Algumas flores tropicais como antúrios e helicônias, mesmo depois de cortadas podem chegar a durar todo esse tempo. Confira as dicas:

• Use vasos ou recipientes limpos. A água também tem que estar limpa;
• Adicione conservante floral à água do vaso. Eles estão disponíveis em forma de saches ou líquido em gardens e floriculturas;
• Corte de forma longitudinal o extremo do caule, de preferência mergulhado em água para facilitar a absorção da água;
• Retire todas as folhas que por ventura ficarem submersas na água, impedindo assim a proliferação de bactérias;
• Troque a água todos os dias quando não for usado conservante;
• Para que as flores não pereçam mais rápido, não as coloque expostas diretamente a luz do sol e nem próximas ao ar condicionado. Mantenha-as em local fresco e ventilado.

Diferente das flores frescas, os arranjos não precisam ser colocados em um vaso assim que recebidos. Geralmente os arranjos já possuem uma base, uma espuma floral que mantém a unidade na base do arranjo por um tempo determinado. Neste caso, ao receber o arranjo, coloque-o em um local fresco e arejado e adicione um pouco de água fresca diariamente (cuidado para não colocar água sobre as flores principalmente de orquídeas e crisântemos). Rosas, hortênsias e folhagens verdes gostam de ser borrifadas com água, outras flores não devem ser borrifadas.

Fonte: http://consumidormoderno.uol.com.br/hot-news/

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Matéria na Revista Exame.com - Plantas e flores ideais para decorar a varanda
Fevereiro/2012

Especialista em paisagismo dá dicas sobre como criar um espaço verde atraente, acessível e fácil de cuidar
As plantas devem ser regadas em média a cada dois ou três dias, porém com pouca água e sem encharcar o substrato

Ter um ambiente verde em casa é possível até para quem sofre com falta de espaço e tempo. Se você mora em apartamento e a varanda é o único lugar propício para cultivar um jardim, o primeiro passo é escolher flores e plantas que possam se adaptar ao local.

Se ventar muito, o ideal são plantas resistentes, como a Ixora, aspargo alfinete ou azaléia. Em varandas com bastante sol as mais indicadas são Ixora, Azaléia, Onze horas e Gerânio. Já para varandas sem muito sol, se desenvolvem melhor as plantas de meia sombra, como, por exemplo, Orquídeas phaleanopsis, Antúrio, Zamioculca, Lírio da paz, Scheflera e Begônia.

A preocupação deve-se voltar também aos vasos e a terra. Segundo o paisagista Marcos Brancher, da MbFlores, o segredo é manter uma terra fértil, bem drenada e adubada.

“Passe neutrol no interior dos vasos, independente do material que são compostos, pois esta tinta impedirá que a umidade passe para o lado externo. Depois coloque a terra, mas não até a borda, deixe uma margem de dois centímetros. Pinte esses dois centímetros da parte superior do vaso com tinta látex fosca de cor clara. Depois do vaso pronto, para drenar a água coloque algum tipo de pedra para facilitar a saída de água do vaso. Se a água não sai do vaso, a raiz apodrece. Para dar um toque especial, ponha pedras brancas sobre a terra”, ensina o especialista

Para finalizar, Brancher alerta que as plantas devem ser regadas em média a cada dois ou três dias, porém com pouca água e sem encharcar o substrato. Nos vasos grandes de 50cm de diâmetro por uns 50cm de altura podem ser colocados dois copos de água. Já nos menores, um copinho é suficiente.

Fonte: http://exame.abril.com.br/estilo-de-vida/casas-decoracao/noticias/plantas-e-flores-ideais-para-decorar-a-varanda

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
 

Fale Conosco

Av. Dom Jaime de Barros Câmara, 17 - Jd. Colombo - CEP 05629-090

São Paulo/SP
............................................................................
Escritório: (11) 3745-1130

............................................................................
E-mail: sac@mbflores.com.br
............................................................................

Acompanhe a MbFlores
Facebook


© 2009-2016 MbFlores. Todos os direitos reservados.